Anúncio

Verão: cuidados indispensáveis para ter com seu pet

Especialista faz alertas importantes para a estação mais quente do ano, marcada para começar na próxima segunda-feira (21)

por Redação Revista Sou

Publicado em 18 de dezembro de 2020 às 11:49
Atualizado em 18 de dezembro de 2020 às 14:44
Anúncio
Veterinário sugere passeios a noite. Fotos: Alice Mourão

A época do ano mais esperada pelos seres humanos nem sempre é tão bem-vinda para os animais, especialmente os cães. No verão, as altas temperaturas podem incomodar e contribuir com doenças; é responsabilidade dos donos amenizar.

Quando o pet está com calor, ele dá alguns sinais. Boca aberta o tempo todo, respiração ofegante e dificuldade para caminhar são comuns nessa época. Para evitar esses sintomas nos animais de estimação, é preciso adotar alguns cuidados. “Os cães não transpiram, precisam eliminar calor pela respiração, por tanto, com o ar ambiente muito quente, eles têm dificuldade em dissipar o calor; além disso, o chão muito quente pode acarretar queimaduras nas patas. Os cuidados básicos seriam, em hipótese alguma sair para passear nos horários mais quentes, de preferência deixar os passeios para noite”, ressaltou o veterinário Renato Marcondes.

Segundo ele, raças braquicefálicas como pug, bulldog francês, bulldog inglês e boston são as que correm risco maior. “São animais que possuem maior dificuldade para trocar calor e, por isso, são mais propensos a ter desidratação. Manter o animal em locais frescos, às vezes, sendo necessário até o uso do ar condicionado”.

O especialista lembra que cães e gatos fazem a troca de calor pelas extremidades, como boca e língua. “É preciso prestar atenção se o animal está com falta de ar, cianótico – mucosas e língua roxas”, orientou.

O comportamento do cachorro pode indicar desconforto.

Doenças

Além da temperatura elevada, os donos devem ter cuidado para que os pets não sejam vítimas das doenças virais como parvovirose, que aumenta significativamente no verão. “Os vírus e as bactérias que causam as doenças de gastroenterite são mais facilmente disseminados no período de calor, e a facilidade e rapidez com que o animal se desidrata nesse período intensifica o problema”, destaca a especialista.

Renato ressalta que os cuidados preventivos podem ajudar. “Colocar as vacinas em dia principalmente, para prevenir as infecções gastrointestinais mais agudas”.

*Texto: Alice Mourão

Tags:

Anúncio

Veja também

Costela-com-barbecue

Costela suína ao molho barbecue

Korpus-2020 filme

Filme descortina Guarapari e celebra 30 anos de escola de dança

Anúncio
Portrait beautiful young asian woman happy smile with floating breakfast in tray on swimming pool

Cinco doenças comuns no verão que você pode evitar

Com cuidados básicos é possível se prevenir contra doenças como intoxicação alimentar, conjuntivite, otite, micose e dengue

marcos-massoterapeuta

Duas mãos pelo seu bem-estar geral

Sabores-Espaco-Buffet-5

Sabores e estrutura alinhados

Montagem - Toninha - Helaine - Adriana (capa)

Máscaras faciais: proteção e ferramenta para superar a crise