Anúncio

Use e reuse: a moda agora é essa

por Larissa Castro

Publicado em 25 de agosto de 2020 às 16:05
Atualizado em 25 de agosto de 2020 às 16:06
Anúncio

Sem temer críticas, a moda agora é reutilizar quantas vezes quiser roupas guardadas no closet. Seja na balada, no trabalho, em um simples passeio ao parque, uma peça pode compor looks para todas essas ocasiões. E o melhor: sem perder o seu estilo e valorizando o dinheiro investido na compra.

Engana-se quem pensa que para ser estiloso, é preciso ter dinheiro. Muito pelo contrário, segundo a consultora de imagens e influenciadora digital focada em incentivar o consumo consciente, Lays Marchezi, roupas possuem longa durabilidade. O que é preciso fazer, é identificar o seu estilo e comprar dentro dele. “Existem muitas lojas com preços acessíveis. A questão é se encontrar no que gosta e passar a investir naquilo, ao invés de comprar várias peças que todos usam ou que estejam na moda. Uma boa dica para quem não sabe o estilo que tem, é analisar imagens e ver o que se identifica”, sugere.

Lays Marchezi. Foto: Arquivo pessoal.

Através do instagram @laysmarchezi, além de dicas diárias, a influenciadora sugere que o correto é que ao comprar uma peça de roupa, ela tenha a possibilidade de ser versátil e se transformar em mais de um look. “Uma compra inteligente ideal é a roupa que monta pelo menos três looks. Se ela conseguir juntar a peça nova com que já tem em casa, foi uma compra inteligente. Se não tiver nada a ver com o que você já tenha, provavelmente vai ficar parada até comprar outra peça para usar com a nova. Investir em acessório é uma boa, pois as vezes a pessoa é básica e é o acessório que vai fazer a diferença”.

Lays Marchezi sugere que uma peça deve compor três looks. Foto: Arquivo pessoal.

Sem errar, ter peças coringas em casa é fundamental. “Se você tem o estilo básico sua peça coringa será o jeans e a camiseta, mas se a pessoa curte algo mais elegante, pode ser que o básico dela seja um blazer. Então, as peças coringas são particulares de acordo com o estilo que a pessoa se encontra. Mas pode ser uma calça jeans e uma camiseta, acredito que seja coringa para a maioria”, opina a consultora.

Crie um repertório visual de looks. Ao acompanhar pessoas que veste o estilo que você gosta, a praticidade na hora de variar suas peças será ainda maior.

“A ideia de que é proibido repetir roupa, caiu por terra. Até os hollywoodianos repetem no tapete vermelho, quem somo nós para não repetir?!”- Lays Marchezi.

Anúncio

Veja também

gestante

Exercícios na gestação: o que não te contaram

Ailana Vilela_capa

Antes do retorno, Samarco implanta o “Força Local”

Anúncio
azul-conecta-voo

Voos diretos para Guarapari

negros

Novembro Negro: conheça algumas expressões racistas e seus significados

socorro quero bolo (1)

Venda de bolos liberta mulher da depressão

Fábio Novaes Sicoob

O que é e o que muda com Pix