Anúncio

Tártaro ou tartarectomia?

por Revista Sou

Publicado em 28 de maio de 2024 às 15:51 / Atualizado em 28 de maio de 2024 às 15:51

por Dra. Marcela Barros Azevedo – CRMV-ES 1430

O tártaro não é aquele molho que se coloca em peixe frito? Brincadeiras à parte, tártaro é o nome popular para placa bacteriana aderida aos dentes. Trata-se do acúmulo de placas dentárias calcificadas, onde as bactérias vão se organizando e produzindo toxinas que ocasionam, inicialmente, uma inflamação na gengiva e, com o passar do tempo, passa para uma doença periodontal, causando a perda precoce ou amolecimento dos dentes; em casos muito avançados, chega a causar fistulas (feridas) na face do cão e até sinusite ou descalcificação ao redor dos alvéolos podendo provocar fraturas mandibulares em casos mais extremos.

Como grande parte dos tutores têm a vida cotidiana corrida, a maioria dos animais não têm os dentes devidamente escovados todos os dias. Assim, essas placas vão se acumulando e a calcificação vai ficando mais espessa. Além do aspecto visual, um dos primeiros sintomas que indicam a existência de cálculos dentários em cães e gatos é o odor no hálito desses animais, trazendo um odor fétido.

Com a doença periodontal já instalada, não se deve tentar limpar os dentinhos em casa, pois há um grande risco de as bactérias alojadas nos dentes passarem para a corrente sanguínea e causar lesões muito mais graves, como pericardites e infecções generalizadas. Visto que ao tirar as placas com o material errado e sem uso prévio de antibióticos e exames, os riscos passam a ser altos para a vida desse pet.

Mas então, como retirar a placa bacteriana já instalada? Esta limpeza deve ser feita apenas em uma clínica veterinária e com todos os procedimentos corretos pré e pós-operatórios. Sim, o procedimento é considerado uma cirurgia, pois para uma retirada eficiente, tranquila, confortável e sem dor, é necessária uma anestesia geral leve.

Aqui no Centro de Especialidades Veterinária Guarapari (CEVET), usamos um ultrassom dentário profissional, pois assim não corremos o risco de deixar microfissuras ao limpar os dentes. Pois uma vez deixada microfissuras, a limpeza perde o efeito muito rápido, e em menos de dois anos já será necessário novo procedimento.

Uma vez feita a tartarectomia, a limpeza em casa pode ser feita todos os dias, e uma nova tartarectomia preventiva a cada dois anos.

Dra. Marcela Barros Azevedo é Médica Veterinária Especialista em Dermatologia, sócia proprietária do Centro de Especialidades Veterinária Guarapari – CEVET (antiga Cane e Gatto)



CEVET – Centro de Especialidades Veterinária Guarapari
R. Fernando de Abreu, 19 – São Judas Tadeu, Guarapari
(ao lado do restaurante Casa Marracini e em frente a Primeira Igreja Batista em Guarapari)
(27) 3117-0021 | (27) 99630-4815
Funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 8h às 19h30 |sábados, das 8h às 14h Emergência 24h

Veja também

WhatsApp-Image-2024-05-14-at-11.38.11

Marcado para julho, “Eita, sô” está com ingressos à venda em Guarapari

Segunda edição do arraiá beneficente acontece no dia 7 do próximo mês

Festa Junina RB 2024 (1)

Integração família e escola marca tradicional Festa Junina da Escola Rui Barbosa

Centro-de-Eventos-Morangao

Domingos Martins se prepara para mais uma Festa do Morango; confira a programação

baile_sou_2024 (549)

Baile da Sou – galeria de fotos

baile_sou_2024 (289)

Noite consagra evento da Sou e marca momento de confraternização

Meg-com-Rafael-e-Sandra

Sou Pet: Adoção responsável, uma prova de amor