Anúncio

Sem limites para se reinventar

Ao fechar o ciclo em Educação, um novo começo em Psicologia

por Carolina Brasil

Publicado em 1 de fevereiro de 2019 às 09:00
Atualizado em 25 de agosto de 2020 às 15:27
Anúncio

Após uma carreira de 28 anos e bem sucedida como professora de Português e Literatura, Alba Sampaio decidiu voltar ao sonho não realizado no passado e cursar Psicologia. “Antes de fazer o vestibular para Letras, tentei Psicologia. Agora que completei – com alegria e muita luta – esse meu ciclo na Educação, decidi retomar esse desejo e contribuir para a qualidade de vida das pessoas”, contou. 

Não por acaso, as necessidades humanas no que tange a saúde mental estão muito mais latentes hoje do que há três décadas. De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), a depressão atinge mais de 300 milhões de pessoas em todo mundo, um crescimento de 18,4% em dez anos. Quase 6% dos brasileiros sofrem com a doença, a maior taxa do continente latino-americano. Além disso, 9,3% da população apresentam algum transtorno de ansiedade no Brasil. 

Aos 53 anos, Dra. Alba acredita que a psicologia e os psicólogos têm uma grande demanda. Especialistas já afirmaram que remédios não darão conta do vazio da alma humana, e a preocupação com a saúde mental e a inteligência emocional ganhou o patamar de imprescindível. “Vivemos uma sociedade fragmentada, a grande maioria das pessoas está desconectada com elas mesmas, com as emoções, com os outros; os laços estão frágeis. Mais do que a realização de um sonho, essa nova trajetória é um fôlego a mais de vida para mim e para quem precisa”, ressaltou. 

Alba acaba de se formar e já planeja se especializar, ainda este ano, em “Constelação Familiar”, uma técnica terapêutica desenvolvida pelo filósofo alemão Bert Hellinger e utilizada para tratar questões físicas e mentais a partir da revelação das dinâmicas ocultas de uma família. Para a psicóloga, a família está fragmentada e precisa de acolhimento. “Como psicóloga quero trabalhar a família, que hoje está muito perdida com tantas mudanças entre uma relação que já foi tão rígida e agora se tornou fluida. Quero priorizar os atendimentos coletivos, dar atenção aos pais e aos educadores. Esses dois últimos vivem numa angústia muito grande, os profissionais da educação estão adoecendo. De certa forma, essa será também uma maneira de continuar contribuindo com a educação fora da sala de aula”. 

Anúncio

Veja também

Costela-com-barbecue

Costela suína ao molho barbecue

Korpus-2020 filme

Filme descortina Guarapari e celebra 30 anos de escola de dança

Anúncio
Portrait beautiful young asian woman happy smile with floating breakfast in tray on swimming pool

Cinco doenças comuns no verão que você pode evitar

Com cuidados básicos é possível se prevenir contra doenças como intoxicação alimentar, conjuntivite, otite, micose e dengue

marcos-massoterapeuta

Duas mãos pelo seu bem-estar geral

Sabores-Espaco-Buffet-5

Sabores e estrutura alinhados

Montagem - Toninha - Helaine - Adriana (capa)

Máscaras faciais: proteção e ferramenta para superar a crise