Anúncio

Saúde da mulher: cuidados e prevenção das doenças de cólon, reto e ânus

por Carolina Brasil

Publicado em 13 de março de 2023 às 13:27 / Atualizado em 14 de março de 2023 às 16:54
Imagem: reprodução/Freepik

Diversas doenças, incluindo o câncer, podem atingir partes que compõem o intestino como o cólon, o reto e o ânus. Tais problemas não são exclusivos do público feminino, mas a médica coloproctologista Dra. Thays Bisi faz uma alerta para que as mulheres, especialmente acima dos 45 anos, incluam a especialidade na rotina de cuidados.

Dra. Thays explica que a coloproctologia é a especialidade que trata doenças do intestino, reto e ânus, como hemorroida, fissura, fístula, diverticulite, tumores e constipação intestinal; e ressalta que, enquanto profissional da área, não se preocupa em apenas tratar, mas avaliar a causas e cuidar dessa paciente como um todo. “Não podemos tratar só a doença, temos que pensar em conjunto. Se a paciente está com dificuldade para evacuar, não resolve só dar laxante, tem que orientar sobre alimentação, hidratação, ingestão de grãos e atividade física. Não adianta tratar só uma parte se tudo em nosso organismo está conectado. Existem doenças do intestino, por exemplo, que estão muito ligadas ao estresse, à ansiedade, e não é possível tratarmos apenas o intestino se o paciente continua levando um estilo de vida atribulado. Muitas vezes é preciso atuar agregando, inclusive, outros especialistas”.

Dra. Thays Bisi, médica coloproctologista

“O laser pode ser usado na proctologia para tratamento de uma diversidade de doenças. Podemos tratar hemorroidas, fístula anal, fissura anal, plicoma – que são os excessos de pele ao redor do ânus, e realizar clareamento anal. (…) O laser nos permite um corte mais preciso e uma área menor a ser ressecada devido a precisão dele. Com isso, o paciente consegue ter um retorno mais rápido das atividades e menor taxa de dor no pós-operatório” – Thays Bisi

Entre os diferenciais da coloproctologista e que também estão contribuindo para os cuidados das pacientes são os tratamentos a laser. “O laser pode ser usado na proctologia para tratamento de uma diversidade de doenças. Podemos tratar hemorroidas, fístula anal, fissura anal, plicoma – que são os excessos de pele ao redor do ânus, e realizar clareamento anal. Em alguns procedimentos ele pode ser realizado até mesmo no consultório, com anestesia local, como é o caso do clareamento anal e da retirada de plicoma. O laser nos permite um corte mais preciso e uma área menor a ser ressecada devido a precisão dele. Com isso, o paciente consegue ter um retorno mais rápido das atividades e menor taxa de dor no pós-operatório”, completa Dra. Thays.

De acordo com a coloproctologista, consultas regulares são a melhor forma de prevenção ao câncer de cólon, reto e ânus, e fundamentais para quando a paciente apresentar sintomas como: diarreia contínua, dor ou dificuldade na hora de evacuar, sangramento anal e/ou nas fezes, dores abdominais, mudança de cor nas fezes, nódulos e inchaço na região do ânus, e ainda se tiver histórico de pólipos intestinais ou de câncer colorretal em familiares.

Dra. Thays Bisi – Médica Coloproctologista
CRM-ES 13842 / RQE 13157
Clínica Freire Vieira – Av. Camilo Gienordoli, 155 – Muquiçaba | Guarapari/ES
(27) 3125-1331 / (27) 99627-7409
@dra.thaysbisi

Veja também

DSC_5545-1

Jornalista lança livro sobre festival de música que marcou Guarapari nos anos 70

WhatsApp-Image-2024-04-10-at-16.31.00

Mamma mia! Cardápio variado é uma das principais atrações da Festa da Imigração Italiana

Evento acontece em Buenos Aires nos dias 13 e 14 de abril

exposicao-secult-tribos

Palácio Anchieta recebe exposição fotográfica ‘Juruti – Festival das Tribos’

xr:d:DAF0c5wR7DY:23,j:8257773838823460586,t:24040514

No cinema, na música ou literatura: Sou indica o que curtir neste fim de semana prolongado

imagem-02-1

Estudo aponta crescimento na altura e no sobrepeso de crianças brasileiras

Ativo 12-80 2

Educação e turismo: o que esperar do novo Radium Hotel

A Sou separou detalhes e fotos do projeto de reforma do prédio histórico