Anúncio

Saia da rotina: invista em produtos eróticos

O mercado de sexy shop cresce cada vez mais. Com preços variados, todo mundo pode sair da rotina!

por Larissa Castro

Publicado em 7 de setembro de 2020 às 10:00
Atualizado em 7 de setembro de 2020 às 11:04
Anúncio

O sexo é uma prática realizada por casais e possui grande influência para o sucesso da relação. Apesar de ser algo prazeroso e desejado por muitos, pode cair na rotina, se o casal não buscar por inovações, tornando-se cada vez menos frequente.

Para driblar a mesmice, sexy shops oferecem produtos cada vez mais variados, tanto para homens, quanto para mulheres. Em Guarapari, a Pimenta Sexy vende itens para todos os bolso. “Temos produtos a partir de R$5,00, para todos. É legal que todo casal tenha géis para sexo oral, até mesmo brinquedinhos. Muitas clientes compram lubrificantes, vários acessórios diferentes, para que se sintam com mais intimidade entre parceiros, e não ficarem totalmente na rotina”, explica a empresária Giselly Cordeiro, no ramo há 20 anos.

Giselly Cordeiro trabalha no ramo de sexy shop há 20 anos. Foto: Arquivo pessoal.

Mesmo com preços variados, Giselly conta que ainda é um mercado que as pessoas não expõe que fazem o uso. “Ainda é um grande tabu para casais virem ao sexy shop. As mulheres vêm mais do que o homem, pois elas se sentem na missão de que precisam inovar o relacionamento. Sempre é bom buscar novidades para a relação não cair na rotina, produtos novos, para dentro do relacionamento. A Pimenta Sexy busca sempre tratar do assunto com muita brincadeira, para que as pessoas entendam que isso é normal. Sexo é algo que precisa ser tratado com normalidade em um relacionamento, pois é 50% da relação”, reforça.

Como forma de normalizar o tema e fazer com que mais pessoas busquem pela compra de produtos eróticos, através do instagram da fábrica Pimenta Sexy, Giselly realiza lives para abordar o assunto. “As lives são feitas para mostrar para todo mundo que sexo existe e que isso não deve ser tabu, porque existe muito preconceito de como as pessoas lidam com sexo hoje em dia, e isso é enraizado, desde a infância, tanto por homens quanto por mulheres. Muitas mulheres não conhecem o próprio corpo; algumas só têm relação para satisfazerem o parceiro, outras nunca tiveram um orgasmo, com 10, 15 anos de relacionamento”, ressalta.

O mercado oferece produtos eróticos com preços variados. Foto: Reprodução.
Anúncio

Veja também

Ailana Vilela_capa

Antes do retorno, Samarco implanta o “Força Local”

azul-conecta-voo

Voos diretos para Guarapari

Anúncio
negros

Novembro Negro: conheça algumas expressões racistas e seus significados

socorro quero bolo (1)

Venda de bolos liberta mulher da depressão

Fábio Novaes Sicoob

O que é e o que muda com Pix

galeto_assado

Galeto Assado com Ervas e Limão Siciliano