Anúncio

Quer investir e não sabe como? Especialista dá as dicas

O primeiro passo é conhecer os investimentos para cada tipo de perfil; e também entender quais são eles

por Gislan Vitalino

Publicado em 15 de março de 2021 às 12:15
Atualizado em 19 de março de 2021 às 08:07
Anúncio
Foto: reprodução/ Pixabay

Quem pensa em começar a investir enfrenta diversas dúvidas: tipos de investimentos, perfis de investidor, rendas fixas ou variadas. Para fazer isso com segurança, um dos passos iniciais é conhecer o próprio perfil e os tipos de investimentos mais comuns relacionados a cada perfil. Dessa forma, é possível evitar fazer aplicações em títulos que não são compatíveis com a própria natureza, perdendo dinheiro e expondo-se a riscos desnecessários.

De forma geral, os investidores podem ser categorizados em três perfis principais: conservador, moderado e arrojado. Mas para entender melhor em qual perfil você se encaixa e quais investimentos característicos de cada um deles, nós conversamos com a orientadora financeira e especialista em Finanças, Investimentos e Banking pela PUC, Mirella Carlette.

Ela explica que, mesmo quem não se percebe como investidor, pode possuir algum investimento ativo. “Todos nós, de certa forma, podemos ser considerados investidores. Mesmo que as pessoas não se vejam assim; se tiverem algum dinheiro guardado na poupança, por exemplo, podem ser consideradas investidoras conservadoras”, destacou.

A virada, no entanto, vem da tomada de consciência e de dominar as ferramentas disponíveis. A análise de perfis é um pontapé inicial e um pré-requisito para abrir conta em uma corretora, por exemplo. “Para além disso, o ideal é que cada um analise qual o seu perfil de investidor na prática”, contou a especialista.

Os perfis sempre serão os responsáveis por guiar os investimentos em renda variável. Nessa modalidade, é preciso avaliar três fatores principais: segurança, liquidez e rentabilidade. “Dificilmente você encontrará no mesmo produto as três características favoráveis. O perfil te guiará a fazer a escolha do produto que melhor te atenderá, de acordo com seus objetivos”, afirmou Mirella.

Segundo a especialista, cada pessoa é única e é preciso realizar uma análise profissional e mais aprofundada para definir com mais clareza o comportamento de cada investidor. Alguns padrões de comportamento, entretanto, podem ser categorizados.

Um investidor conservador, por exemplo, prioriza a segurança mesmo que receba rendimentos menores. “Um dos objetivos desse perfil é proteger o patrimônio e geralmente ele opta por produtos de renda fixa. Nunca arrisca o que não está disposto a perder”, apontou Carlette.

O investidor de nível moderado tem uma tolerância um pouco maior para riscos de longo prazo. “Esse perfil consegue equilibrar a segurança e a busca por rentabilidade. Entende e aceita que está exposto a algum risco para uma parte do patrimônio, mas é cauteloso e não o expõe completamente”, contou Mirella. Ela também lembrou que o investidor de perfil moderado costuma diversificar mais a carteira com diferentes produtos de investimentos.

O investidor arrojado aceita correr riscos para priorizar uma maior rentabilidade e, geralmente, tem bastante conhecimento sobre o mercado. “Esse perfil é bastante tolerante aos riscos e, na maioria das vezes, opta por produtos de renda variável com o intuito de aumentar o patrimônio. Eles têm consciência que esse é um mercado que oscila muito e tomam decisões de forma inteligente para aproveitar as oportunidades”, explicou a financista.

A experiência e a disposição para se aprofundar no mundo dos investimentos também exerce influência ao determinar um perfil. Mirella afirma que, quem ainda não investe no mercado de renda variável (ações, fundos, fundos imobiliários e etc.), possivelmente tem um perfil mais conservador e, ainda que já invista em renda variável, é preciso analisar como se sentiria caso a Bolsa de Valores começasse a se desvalorizar (levando o patrimônio a diminuir, temporária ou definitivamente, da noite para o dia). “Se essa sensação não for agradável nem suportável, talvez estejamos diante de alguém que seja mesmo um investidor conservador”, finalizou.

Mirella Carlette

Formada em História,  com especialização em História do Brasil, Mirella Carlatte e está concluindo especialização em Finanças, Investimentos e Banking pela PUC-RS. Atualmente, ela atua como investidora e orientadora financeira e mantém um perfil no Instagram.

Foto: acervo pessoal
Anúncio

Veja também

Fotos Marcos (1)

Tratamento com ventosas: alternativa de saúde e bem-estar

valendo -jesus-menino-guarapari-revista-sou-capa

Uma história, muitos capítulos…

Anúncio
Materia-autismo

Reaprendendo a ser mãe

Três moradoras de Guarapari contam os desafios e aprendizados da maternidade de crianças autistas

Sarau Cultural Rui Barbosa (11)

Sarau Cultural homenageia as mães e encerra trimestre letivo da Escola Rui Barbosa

A atividade interdisciplinar foi realizada com alunos dos 6º e 7º anos da instituição

oral clean 2

Clínica Studio Oral Clean: tecnologia e cuidado

tagarelas editada

De loja virtual à física: Tagarela’s Kids & teens

A loja infantojuvenil está consolidada no mundo virtual há seis anos, e chega ao universo presencial, atraindo clientes de todos os perfis