Qual a importância de preparar um testamento?

por Redação Revista Sou

Publicado em 7 de junho de 2021 às 08:54
Atualizado em 7 de junho de 2021 às 08:54
Anúncio
Somente o próprio titular dos bens pode fazer o testamento. Imagem ilustrativa | Reprodução Pixabay

Para algumas pessoas, tratar ou planejar a decisão de fazer um testamento pode ser complicado; especialmente pela delicadeza do tema, mas também pela complexidade que envolve o documento. Uma coisa é certa: preparar um testamento pode ser a forma de proporcionar aos entes queridos a organização do patrimônio, levando em conta a fragilidade e a dor que sentem os familiares diante do luto.

De acordo com Dra. Mônica Silva Ferreira Goulart, advogada especialista em Direito de Família e Sucessões, essa é uma das razões para deixar a partilha definida. “É nesse momento, que ninguém espera ou deseja, que se pode (e deve) pensar sobre a destinação do nosso patrimônio, seja ainda em vida, por doação, desde que não atinja a parte intocável daquilo que temos, chamada de ‘legítima’ (CC, artigo 2.018), ou por ‘ato de última vontade’, que nada mais é do que a formalização por testamento das escolhas sobre como ficará, após a morte, o patrimônio que arduamente construímos”, explicou.

Dra. Mônica Goulart, advogada especialista em Direito de Família e Sucessões. Foto: arquivo/HM Comunicação

A advogada ressaltou que, diferente da doação, o testamento só tem validade após a morte do testador, sendo um ato próprio e exclusivo, onde este relata sobre para quem ficará o seu patrimônio e/ou se dispõe sobre questões de ordem pessoal, por exemplo. “Exatamente por ser um ato extremamente pessoal, que representa a vontade íntima do testador, é que também por este pode ser a qualquer tempo revogado (CC, artigo 1.969) ou modificado (CC, artigo 1.858), bastando que se observe algumas formalidades que a lei impõe”, completou Dra. Mônica Goulart.

Contudo, a especialista destaca que apesar do testamento refletir a vontade pessoal do titular dos bens, esta vontade é, de certa forma, legalmente limitada quando existem herdeiros, como pais, filhos e cônjuges/companheiros. “Isso significa dizer que na existência destas pessoas, chamados pela norma como ‘herdeiros necessários’ (CC, artigo 1.845), somente é possível se definir pelo testamento sobre metade do patrimônio, sendo a outra parcela resguardada em favor destes que, inclusive, não precisam figurar como beneficiários dos 50% (cinquenta por cento) disponíveis no testamento”.

Entre os exemplos do que pode constar no testamento estão: as vontades do testador sobre o que deseja que se faça com seu patrimônio, no todo ou em parte, após sua morte, inclusive a sua destinação a terceiros não legalmente herdeiros, conhecidos como legatários. A deserdação de herdeiros legais, a definição de administração de bens deixados para menores, o reconhecimento de filho natural não realizado em vida etc. E mais, é permitido, pelo chamado “codicilo”, tratar de destinação de doação de pequeno valor a certas e determinadas pessoas ou, indeterminadamente, aos necessitados de algum lugar, assim como deixar móveis, roupas ou joias, economicamente inexpressivos e de uso pessoal, e fazer disposições especiais para o momento da despedida.

Sobre como fazer um testamento, Dra. Mônica, que também é professora universitária e membro do Instituto Brasileiro de Direito de Família – IBDFAM, explica que a forma mais comum é a escrita, sendo aquela por instrumento público, realizada geralmente perante o Tabelião de Notas ou Notário, a mais segura e indicada.

*Apuração: Alice Mourão

Anúncio

Veja também

eduardo junho vermelho doação de sangue

Junho Vermelho: doar sangue é um ato de amor

Em Guarapari, ações e campanhas visam contribuir com a difícil missão do Hemoes*

soul027-pré-inauguração capa

É hoje! Inauguração da Soul 027 em Guarapari

A nova loja promete conceito diferenciado em moda masculina

Anúncio
tabagismo

Dia Mundial sem Tabaco; parar tem benefícios quase imediatos

banda-Guarapariense-1

Com raízes em Guarapari, banda Tatto Falconi lança novo álbum direto do Chile

Igreja matriz de Anchieta

Pelo segundo ano, Festa de São José de Anchieta será transmitida on-line

As celebrações acontecem entre os dias 31 de maio e 9 de junho, com limite de público presencial

PM Raphael capa

Policial de Guarapari que faz sucesso na internet mira futuro acadêmico

Raphael Santana, que tem atualmente 92 mil seguidores em uma rede social, também pretende continuar investindo na carreira publicitária