Anúncio

Produtor orgânico mantém horta em Meaípe

por Larissa Castro

Publicado em 28 de setembro de 2020 às 17:41
Atualizado em 28 de setembro de 2020 às 17:41
Anúncio

Quem busca por verduras colhidas e cultivadas de forma orgânica, em Guarapari, têm onde encontrar. Na região de Meaípe, um produtor rural cultiva e comercializa diversos produtos com o valor a partir de R$1,00.

Sr. Nilton Pereira em meio a plantação orgânica. Foto: Carolina Brasil.

Utilizando esterco de granja para cultivar a plantação aos fundos da própria casa, o senhor Nilton Pereira, nascido e criado em Guarapari, recebeu os ensinamentos da mãe para o trabalho na roça, e hoje ele leva alimentos de qualidade a diversas mesas. “Desde criança minha mãe trabalhava com plantações. Eu passei a ter como minha profissão, após eu trabalhar em outros serviços, sem ter tempo para cuidar da horta. Aos 63 anos, tudo o que faço é sozinho; planto, cuido e comercializo”, conta o agricultor.

Utilizando água tratada para manter a horta, “seu Nilton”, como é conhecido pelos vizinhos, deixa o cliente à vontade para escolher a mercadoria. “Trabalho com couve, alface, coentro, cebolinha, taioba, e outros. O cliente chega e tem a liberdade de ir próximo à horta para eu colher para ele, em muitos casos”.

A plantação fica no bairro Meaípe. Foto: Carolina Brasil.

De janeiro a dezembro, apesar de enfrentarmos diversas estações, seu Nilton conta que não há época ideal para colheita, mas sim uma boa mão para mexer na horta. “Apesar da época fria ser a melhor para colher os alimentos, o carinho que lido na hora que cuidar da plantação, é o que mantém a qualidade o ano todo. Muita gente questiona se pretendo expandir, mas este é o tamanho ideal para eu dar conta”, comemora.

Sr. Nilton, agricultor. Foto: Carolina Brasil.

Quem tiver interesse em comprar produtos da horta orgânica, pode entrar em contato pelo telefone 27 99834-4604 (o telefone não possui WhatsApp).

Anúncio

Veja também

gestante

Exercícios na gestação: o que não te contaram

Ailana Vilela_capa

Antes do retorno, Samarco implanta o “Força Local”

Anúncio
azul-conecta-voo

Voos diretos para Guarapari

negros

Novembro Negro: conheça algumas expressões racistas e seus significados

socorro quero bolo (1)

Venda de bolos liberta mulher da depressão

Fábio Novaes Sicoob

O que é e o que muda com Pix