Anúncio

Outubro Rosa: HM e parceiros doam mais de R$ 2 mil à Afecc

por Larissa Castro

Publicado em 26 de outubro de 2020 às 12:55
Atualizado em 26 de outubro de 2020 às 12:55
Anúncio

A solidariedade saiu à frente em mais um ano, após a campanha “Crie um Laço com a Vida” realizada pela HM Propaganda e parceiros de Guarapari. Com a venda de máscaras de proteção e camisas, a Associação Feminina de Educação e Combate ao Câncer (Afecc) recebeu ao final, o valor de R$ 2.300,00, que será destinado ao tratamento de mulheres que enfrentam o câncer de mama.

Com o total de 100 camisas confeccionadas, sendo 70 peças já vendidas, 20 destinadas aos patrocinadores, 10 ainda à venda, e 90 máscaras, a campanha “Outubro Rosa” também registrou marca solidária entre alguns empresários e profissionais de Guarapari, que deram o ponta pé inicial às vendas.

Elisa Santos e Jacqueline de Oliveira, gerente da Afecc.

“Vimos que são muitos casos, e a cada dia mulheres descobrem a doença; precisamos unir forças. O sentimento é gratidão, por poder contar com empresas e profissionais, que não se negam em apoiar a campanha. Sendo estes: loja Amabilis, CNA Idiomas, House Empreendimentos Imobiliários, Bem Estar Saúde e Estética Avançada, Contabilidade Tatão, Beatriz Keller Nutricionista, Suspiro Kids Moda Infantil e Biotipo Uniformes, Atrevida, Bambino One Store, Natural Saúde e Carimbaria Prados, para confeccionarmos as camisas, além do voluntariado da minha irmã, Maria Antônia, que produziu todas as máscaras”, comemora Elisa Santos, diretora executiva da HM Propaganda e Revista Sou.

Funcionários da Paz Eterna aderiram à campanha e vestiram a camisa.

A campanha, que surpreendeu expectativas, iniciou no começo do mês de outubro, mas para Elisa, que viu de perto a necessidade da Afecc, é preciso que haja novas mobilizações ao longo do ano. “Houve bastante procura. Na segunda semana havíamos vendido quase 40 camisas. Fui informada pela gerente da Afecc que os casos têm aumentado bastante, e são mulheres com condições precárias para o tratamento. As doações ajudam e neste mês é o que mais acontece, mas é preciso mobilização para outros períodos também”, sugere.

Com o resultado positivo e podendo contar com ajuda de diversas pessoas, Elisa pretende dar continuidade ao voluntariado. “As campanhas não podem parar. Vimos que todo mês temos campanhas de prevenção a várias doenças;logo vem o Novembro Azul, Dezembro Laranja e por aí vai. Mas neste mês de novembro, pretendemos continuar com as máscaras e o simbolo de prevenção. E se possível, sempre aderir a estas campanhas, pois sabemos que podemos contar com outras empresas apoiadoras, afinal, ninguém faz nada sozinho”, finaliza.

Ana Julia Crespo com a máscara da campanha.

Vendas de produtos para auxiliar

Para arrecadar recursos aos tratamentos de mulheres com o câncer de mama, a Afecc, através da marca da campanha “Outubro Rosa”, possui um bazar no Hospital Santa Rita durante o ano todo, além de uma loja no Shopping Vitória, que permanece até o dia 31 de outubro. “Este ano, com a pandemia o bazar tem ficado fechado e dificulta as vendas que diariamente ajudavam mais mulheres. Neste mês com a loja no Shopping Vitória, os produtos expostos fortalecem na arrecadação de verba. A loja fica aberta somente até o dia 31 de outubro, e é possível comprar camisas, sombrinhas, chinelos, acessórios, canecas, e outros”, orienta Elisa Santos.

Anúncio

Veja também

Cachorro-gripe-Petlove

Meu cão também fica gripado?

eventos-noiva-por-um-dia

De Cerimonialista a Noiva: assessoras de eventos de Guarapari viram noivas por um dia

Anúncio
Sebastiao_Simoes_foto_zanete_dadalto

Planejamento e gestão estratégica para empresas

Convidamos Sebastião Simões para falar sobre o tema, especialmente voltado aos gestores que buscam performance de alto nível

evento-dia-de-noiva-2021-10-16-2

Cerimonialistas de Guarapari passam pela experiência de se sentirem noivas por um dia

Dra-Mara-Unilabfacil

Unilabfácil: se aprimorar em meio aos desafios da pandemia

Com a chegada da pandemia da Covid-19, setores ligados à saúde tiveram que aperfeiçoar processos e tornar atendimentos ainda mais humanos

Elisangela-Antonio-Fatima-e-Mayara

Paz Eterna 50 anos: atender bem é a chave do reconhecimento