Anúncio
Sou-Header_Site_Entrevista

Entrevista da semana

Carolina Brasil é jornalista, formada em 2005/2 pelo Centro Universitário Faesa. Iniciou a carreira como estagiária na TV Educativa do ES e, com o diploma em mãos, trabalhou por cinco anos na TV Vitória/Record. Capixaba, mudou-se para o Rio de Janeiro onde passou por agências de Publicidade e Propaganda. Após retornar ao Estado, passou a fazer parte da equipe da HM Propaganda, contribuindo com os veículos jornalísticos, Revista Sou, e outros jobs publicitários. Neste espaço, com ela, você confere uma entrevista especial a cada semana!

O que é e o que muda com Pix

Publicado em 15 de novembro de 2020 às 15:00
Atualizado em 15 de novembro de 2020 às 15:00
Anúncio

Em foco no momento, o Pix promete revolucionar a forma de pagamentos e ampliar a utilização da transferência de valores, o que pode mudar a relação do brasileiro com o dinheiro. Qualquer pessoa física ou jurídica poderá acessar o serviço, desde que possua uma conta corrente, de poupança ou de pagamento pré-paga em um prestador de serviço participante do Pix, seja banco ou outro tipo de instituição financeira, como as fintechs por exemplo. Sobre o método, conversamos com Fábio Antônio Novaes, Presidente do Conselho de Administração do Sicoob Sul Litorâneo.

Fábio Antônio Novaes, presidente do Conselho de Administração do Sicoob Sul Litorâneo. Foto: Arquivo HM Propaganda

Revista Sou: De forma simples, o que é o Pix?

Fábio Novaes: Criado pelo Banco Central (Bacen), o Pix é o uma plataforma de pagamento instantâneo, ou seja, a transferência de valor feita através dele é processada em segundos. Lembrando que começa a valer a partir dessa segunda-feira, 16/11.

RS: Mas, o que isso representa na prática?

FN: O Pix deve impactar, principalmente, a forma como as pessoas e empresas realizam as transações de pagamento e recebimento. Mais rápidas e seguras, as transações entre diferentes instituições, financeiras e de pagamento ocorrerão em até 10 segundos, com disponibilidade em 24 horas por dia, todos os dias do ano, incluindo finais de semana e feriados. O Pix vai romper barreiras e possibilitar a inclusão de um maior número de pessoas no sistema financeiro, integrando o pagador e o recebedor, sem intermediários, com custos menores para todos.

RS: O que podemos citar ainda como vantagens?

FN: Com o Pix, os recursos serão disponibilizados imediatamente na conta do recebedor; a automatização e a conciliação dos pagamentos serão facilitadas. Além disso, há maior rapidez de checkout, já que não é necessário passar um cartão ou conferir troco, por exemplo, na hora da compra. Avaliamos isso, também, como uma ótima novidade e oportunidade de redução de custos para o varejo.

RS: Como o Sicoob recebe a plataforma?

FN: Para nós, é uma ferramenta que está em consonância com alguns dos principais pilares das cooperativas, como a inclusão e a justiça financeiras Sicoob – Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil, os mais de 5 milhões de cooperados poderão utilizar a nova funcionalidade através de diversas opções para pagar com Pix: por QR Code gerado pelo recebedor (ou link), pela inserção manual dos dados do recebedor no App Sicoob, ou através da “Chave Pix”.

RS: E o que é a Chave Pix?

FN: Para utilizar o serviço, é necessário cadastrar chaves, que serão utilizadas para fazer a transação, que pode ser, por exemplo, o próprio CPF ou número de celular; esse processo também pode ser realizado gerando um QR Code. Com isso, informações como agência e conta, deixam de ser necessárias.

Saiba mais em: https://www.bcb.gov.br/estabilidadefinanceira/perguntaserespostaspix

Anúncio

Veja também

Ailana Vilela_capa

Antes do retorno, Samarco implanta o “Força Local”

azul-conecta-voo

Voos diretos para Guarapari

Anúncio
negros

Novembro Negro: conheça algumas expressões racistas e seus significados

socorro quero bolo (1)

Venda de bolos liberta mulher da depressão

galeto_assado

Galeto Assado com Ervas e Limão Siciliano

ubatuba-2240535_640

Ubatuba: o litoral que conquistou meu coração