Anúncio
Sou-Header_Site_Mexa-se

Mexa-se

O impacto da obesidade durante a pandemia do coronavírus

Publicado em 29 de setembro de 2020 às 15:53
Atualizado em 29 de setembro de 2020 às 16:14
Anúncio

por Mariana Garcia

Foi comprovado que a Covid-19 é mais suscetível a pessoas com a saúde frágil. Ou seja: quem tem o sistema imunológico enfraquecido. É a imunidade a responsável em proteger nosso corpo contra infecções, como por exemplo, os vírus. E de que forma garantimos um sistema imune? Através da rotina de exercícios físicos e alimentação saudável. Além disso, há pessoas com doenças pré-existentes, como diabetes, hipertensão e o câncer, que também estão propensas a contrair o vírus.


No início da pandemia, foi decretado o fechamento do comércio e assim, o isolamento social. Desta forma, estando dentro de casa, as pessoas passaram a dormir e comer mais; principalmente industrializados. Logo, se exercitando menos, ou nem isso.

Quem mais se identificou nessas situações, foram os que perderam
empregos, familiares e quem tem depressão e ansiedade (que muitas vezes não conseguiam controlar as emoções), sendo essas, doenças que cresceram bastante nos últimos meses. Esses fatores resultaram em pessoas sedentárias tornando-se obesas. E é aqui que o sistema imune se encaixa; no qual a imunidade das pessoas abaixou demais.

A pandemia do coronavírus foi um forte fator para novos casos de obesidade. Foto: Reprodução.


De acordo com os dados da pesquisa publicada em 2019 da Vigitel (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças crônicas por Inquérito Telefônico) a obesidade atinge um a cada cinco brasileiros e mais da metade da população tem sobrepeso. Com isso, é possível notar que o número de adultos e crianças obesas no mundo nos últimos anos, aumentou e, com a onda do coronavírus, cresceu mais, deixando em alerta a Organização Mundial da Saúde (OMS).

A pergunta que está sendo bastante discutida e preocupante é: por que a obesidade é considerada um fator de risco às pessoas com coronavírus?
Para a OMS, doença é toda alteração estrutural, funcional ou comportamental no organismo da pessoa que a leva ao sofrimento. Nesse caso, a obesidade se adéqua a esses fatores e então, é considerada uma doença inflamatória, sendo caracterizada pelo excesso de gordura no tecido adiposo; inflamatória caso a pessoa esteja em um grau de obesidade grave, comprometendo o funcionamento do organismo.


As causas da obesidade são diversas; pode vir do estilo de vida que a pessoa segue, do ambiente que a pessoa frequenta, das calorias a mais consumidas, da genética e, principalmente, do sedentarismo. Junto, ela caminha lado a lado com a hipertensão e a diabetes. Todas essas questões implicam as pessoas a levarem uma vida saudável, e aqueles que contraírem a Covid-19, terão dificuldades maiores no tratamento. Por isso, a obesidade é um fator de risco para pessoas com esse vírus, no qual, muitas vezes, não aguentam os sintomas, sendo levadas à morte.


Diante a isso, junto a pandemia do coronavírus, veio a pandemia da obesidade. Com a reabertura dos espaços de atividades físicas, aqueles que ganharam os quilos a mais durante a quarentena, estão correndo atrás desse prejuízo e, assim, deixando o corpo ativo. Outros, por motivos de preguiça, falta de motivação e a “velha” desculpa de que não têm tempo, ainda não voltaram a cuidar do corpo ou também, não se preocupam com isso. Porém, o fato é que, cuidar da saúde deve ser nossa prioridade e
não esperar alguém ou uma doença aparecer para cuidar dela.

A obesidade é uma doença grave, que pode ser levada a morte caso a pessoa não se atente aos devidos cuidados. No entanto, essas pessoas que são obesas ou que correm o risco de ser, devem se cuidar mais e se prevenir, pois, a obesidade traz outras doenças, como a hipertensão, diabetes e o sedentarismo.

Mariana Garcia, personal trainer. CREF: 011089-G/ES.

Sobre Mariana Garcia

Mariana Garcia é formada em Educação Física, pela Universidade Vila Velha, possui experiências com aulas personalizadas individuais e em grupos presenciais e on-line, além de circuitos na praia.

Informações de contato:

Telefone: 27 998085357

Instagram: @marigarcia.personal

Anúncio

Veja também

man-and-woman-working-out-together-at-the-gym

Hipertrofia: ganho de peso saudável também requer determinação e paciência

Bacalhau-Brisamare-Risa

Cardápio solidário: restaurante de Guarapari fará doação ao Recanto dos Idosos

Anúncio
HM-Comunicacao

“Somos HM Comunicação”; com duas décadas de atuação, agência apresenta novidades

as-sinais-de-autismo_15864_l

Abril Azul: identificação precoce de sinais é fundamental para sucesso no tratamento do autismo

Black woman take care of her beautiful skin. Young african woman applying moisturizer on her face while standing in front of the mirror. Smiling black natural girl holding little jar of skin lotion in bathroom for beauty treatment routine.

Como está sua rotina de skincare? Especialista dá as dicas

My preparing for active day

Com orientação profissional, suplementação alimentar é aliada do corpo saudável