Anúncio

Memórias compartilhadas: Zumba, o ritmo que conquistou Guarapari

por Pedro Henrique Oliveira

Publicado em 7 de abril de 2023 às 09:45
Atualizado em 13 de abril de 2023 às 10:45

Memórias compartilhadas: Zumba, o ritmo que conquistou Guarapari

por Pedro Henrique Oliveira

Publicado em 7 de abril de 2023 às 09:45 / Atualizado em 13 de abril de 2023 às 10:45
Fotos: Arquivo Revista Sou

Sempre atenta ao que acontece na cidade, a Sou trouxe na sua 4ª edição, em 2014, a zumba, estilo de dança que se tornou febre das academias na época. Fonte de diversos benefícios para saúde, a atividade foi capa e recheio da publicação, que mostrou como o movimento levou homens e mulheres a uma vida mais ativa e saudável. Vamos relembrar essa história, que faz parte das memórias dos 10 anos da Sou!

Criada pelo colombiano Beto Perez, ex-coreógrafo da Shakira, a zumba se espalhou rapidamente por todo o mundo e conquistou milhões de pessoas. Os apaixonados pelo ritmo receberam até nome: zumbaholics. A atividade, que consiste em ginástica aeróbica, utiliza diferentes ritmos latinos, como a salsa, merengue, reggaeton e cumbia, além de gêneros internacionais como hip hop, bhangra e belly dancing.

“Quem dança zumba esquece aquela obrigação que normalmente as pessoas têm ao frequentar a academia. A aula tem dinâmica, é divertida. E é se divertindo que a mulherada tem um retorno bem rápido – cerca de três meses, sendo que no primeiro já é possível notar que estão mais bem-dispostas”, contou à Sou o professor Flávio Borges, que trabalhava em três academias na época.

Um outro atrativo da zumba era o fator perda de calorias, em uma hora de aula é possível se livrar de 500 a 1000, além de dar um impulso na autoestima.

“É uma excelente atividade física, principalmente porque o ato de dançar é capaz de trazer dezenas de benefícios para o corpo e a mente. Além de movimentar o esqueleto inteiro, queimar calorias e aumentar o condicionamento físico, dançar fortalece os ossos e músculos, melhora o equilíbrio e o humor.”

Professor anderson mello

Esses benefícios ficaram claros nos depoimentos dos praticantes da dança. Vera Maria Vieira, na época com 57 anos, contou ter a aula como uma terapia, e comemorou os resultados alcançados.

“Eu estava muito deprimida, pois enfrentava alguns problemas. E foi por indicação de um Padre que conheci a zumba. Ele falou que uma aula de dança me faria muito bem, e fez. (…) Me deu mais vontade de viver e melhorou minha condição física e mobilidade.”

Sou 10 Anos – Memórias compartilhadas

A revista SOU, a queridinha de Guarapari e região, comemora 10 anos. E para isso prepara uma festa cercada de experiências inesquecíveis e planejada para ser um momento em que as memórias dessa primeira década virão à tona e serão compartilhas com todo público presente. O evento acontece no dia 20 de maio na Luazul. Ingressos e mesas já estão sendo comercializados, com valores sob consulta. Para mais informações e vendas, entre em contato: Elisa Santos (27) 99986-7264 / Hamilton Garcia (27) 99983-0333.

Compartilhe:

Sou10 - Banner patrocinadores - Sites_Prancheta 1

Veja também

DSC_5545-1

Jornalista lança livro sobre festival de música que marcou Guarapari nos anos 70

WhatsApp-Image-2024-04-10-at-16.31.00

Mamma mia! Cardápio variado é uma das principais atrações da Festa da Imigração Italiana

Evento acontece em Buenos Aires nos dias 13 e 14 de abril

exposicao-secult-tribos

Palácio Anchieta recebe exposição fotográfica ‘Juruti – Festival das Tribos’

xr:d:DAF0c5wR7DY:23,j:8257773838823460586,t:24040514

No cinema, na música ou literatura: Sou indica o que curtir neste fim de semana prolongado

imagem-02-1

Estudo aponta crescimento na altura e no sobrepeso de crianças brasileiras

Ativo 12-80 2

Educação e turismo: o que esperar do novo Radium Hotel

A Sou separou detalhes e fotos do projeto de reforma do prédio histórico