Anúncio

Livre sua cadela da gravidez psicológica

por Larissa Castro

Publicado em 27 de agosto de 2020 às 10:26 / Atualizado em 27 de agosto de 2020 às 10:27

A gravidez psicológica é uma doença que, mesmo comum em cadelas não castradas, é um problema que deve ser tratado para que o animal tenha uma melhor qualidade de vida. O tempo de duração é variado, podendo ocorrer a cada cio, e a situação é incômoda para o pet. A responsabilidade de impedir que isso ocorra, é totalmente do tutor.

A cachorrinha Catita é uma cadela que foi mãe, mas mesmo assim, também enfrentou a gravidez psicológica. Para tratar, a tutora Maria Ignês buscou o auxílio de um veterinário e fez o procedimento de castração. “A Catita teve lactação durante um longo período, e percebi as tetinhas inchadas. Foi quando decidi castrá-la e, antes da cirurgia, a veterinária me recomendou um medicamento para o leite secar. Hoje ela é castrada e não vive mais esse problema”, celebra Maria Ignês Alves.

Catita e a tutora Maria Ignês. Foto: Arquivo pessoal.

Apesar de ser um problema, o veterinário Renato Marcondes, que atua na clínica Guaravet, explica que a gravidez natural é um processo comum de ocorrer a cada cio, se analisar a natureza do animal. “A gravidez psicológica acontece após o cio, normalmente. A cadela entra na fase do cio, de natureza dela para engravidar, e o organismo se prepara para isso. Então, quando não ocorre a gravidez natural, muitas vezes a psicológica acontece. É comum o animal ter uma gestação psicológica, mas não é saudável”.

A cadela que enfrenta esta situação, está propensa a obter problemas futuros. Para evitar doenças e a procriação de cães, é preciso se atentar. “Com cadelas castradas isso não ocorre, pois o procedimento da castração evita este tipo de coisa. Não tem mais cio, então não tem mais o hormônio que vai causar esse tipo de problema. O animal que tem isso, normalmente tem outros sintomas ligados a distúrbios hormonais, como tumor de mama, infecção de útero, tumor de ovário, cisto ovariano, todos esses problemas são questões hormonais, que vêm da mesma origem da gestação psicológica”, explica o veterinário Renato Marcondes.

Dr. Renato Marcondes é médico veterinário. CRMV ES 12226:

Para identificar se sua cadela vive este problema, é preciso estar atento aos sinais. “Os sintomas são lactação, tetas maiores, algumas cadelas adotam chinelos ou filhotes de outros bichos, entre outras coisas semelhantes. O período da gravidez psicológica varia; têm cadelas que duram mais do que o tempo de uma gravidez normal, que tem durabilidade de 2 meses”, alerta Dr. Renato.

E em casos de gravidez psicológica, há possibilidade de interromper a doença. “Quando ocorre, para encerrar antes do prazo, se a cadela tiver lactação, temos um medicamento para controlar o hormônio e encurtar, de forma rápida. É um medicamento bem eficaz, que corta a lactação e a gestação psicológica”, completa Dr. Renato.

Veja também

DSC_5545-1

Jornalista lança livro sobre festival de música que marcou Guarapari nos anos 70

WhatsApp-Image-2024-04-10-at-16.31.00

Mamma mia! Cardápio variado é uma das principais atrações da Festa da Imigração Italiana

Evento acontece em Buenos Aires nos dias 13 e 14 de abril

exposicao-secult-tribos

Palácio Anchieta recebe exposição fotográfica ‘Juruti – Festival das Tribos’

xr:d:DAF0c5wR7DY:23,j:8257773838823460586,t:24040514

No cinema, na música ou literatura: Sou indica o que curtir neste fim de semana prolongado

imagem-02-1

Estudo aponta crescimento na altura e no sobrepeso de crianças brasileiras

Ativo 12-80 2

Educação e turismo: o que esperar do novo Radium Hotel

A Sou separou detalhes e fotos do projeto de reforma do prédio histórico