Anúncio

Guarapari recebe Centro de Referência das Juventudes até 2022

Previsão é da Secretaria Estadual de Direitos Humanos (Sedh)

por Gislan Vitalino

Publicado em 1 de outubro de 2021 às 09:30
Atualizado em 8 de outubro de 2021 às 09:13
Anúncio
Primeiro município a receber o Centro de Referência das Juventudes foi o de Vila Velha. Fotos: divulgação.

A implantação do Centro de Referência das Juventudes (CRJ) de Guarapari deve se concluir até o início de 2022. É o que diz a previsão da Secretaria de Estado de Direitos Humanos (Sedh). De acordo com nota da secretaria, o processo está em fase final de seleção da Organização da Sociedade Civil (OSC) que fará a gestão do Centro de Referência das Juventudes (CRJ) de Guarapari.

Em nota, a Sedh informou também que, em paralelo ao processo de seleção da Organização que fará a gestão, a equipe trabalha na identificação e escolha do imóvel que vai abrigar o CRJ. “A previsão é de que, até 2022, o espaço esteja em funcionamento, oferecendo às juventudes do município serviços públicos gratuitos, como formações, atividades culturais e oficinas para geração de renda”, destaca a nota.

Centro de Referência das Juventudes de Guarapari

O CRJ de Guarapari é um dos 14 centros a serem implantados em 10 municípios, conforme previsto pelo Governo do Estado em território que compõem o Programa Estado Presente. As estruturas são fruto de uma parceria do Governo com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O primeiro município a inaugurar o CRJ foi o de Vila Velha, inaugurado no início de setembro.

Inauguração do Centro de Referência das Juventudes de Vila Velha aconteceu no dia 04 de setembro.

O espaço do CRJ promete ser um aberto, coletivo e acolhedor para receber diversas juventudes. A proposta é que os jovens encontrem uma equipe formada por psicólogo, assistente social, terapeuta ocupacional, educadores, articuladores locais, oficineiros e outros profissionais.

De acordo com a proposta, serão ofertados no Centro de Referência das Juventudes os seguintes serviços:

  • Oficinas e cursos profissionalizantes e de qualificação;
  • Acompanhamento individual e/ou coletivo;
  • Atividades e eventos artísticos, culturais e esportivos no território;
  • Mostras semestrais e anuais dos trabalhos produzidos;
  • Mostras de profissões;
  • Auxílio-transporte;
  • Passeios, vivências e/ou visitas fora do território;
  • Jovens mobilizadores;
  • Empréstimo de equipamentos audiovisuais e disponibilização das salas;
  • Acesso à internet;
  • Promoção da geração de renda através do LABPoca.

*Matéria publicada originalmente no jornal Folhaonline.es.

Anúncio

Veja também

valendo -jesus-menino-guarapari-revista-sou-capa

Uma história, muitos capítulos…

Materia-autismo

Reaprendendo a ser mãe

Três moradoras de Guarapari contam os desafios e aprendizados da maternidade de crianças autistas

Anúncio
Sarau Cultural Rui Barbosa (11)

Sarau Cultural homenageia as mães e encerra trimestre letivo da Escola Rui Barbosa

A atividade interdisciplinar foi realizada com alunos dos 6º e 7º anos da instituição

oral clean 2

Clínica Studio Oral Clean: tecnologia e cuidado

tagarelas editada

De loja virtual à física: Tagarela’s Kids & teens

A loja infantojuvenil está consolidada no mundo virtual há seis anos, e chega ao universo presencial, atraindo clientes de todos os perfis

principal-editada-1024x768-1

Guarapari ganha loja da ABC da Construção: uma das principais redes do ramo no Brasil