Anúncio

Com caminhada e culto ecumênico, EcoPaz comemora Dia da Cultura da Paz

por Pedro Henrique Oliveira

Publicado em 31 de maio de 2023 às 13:50 / Atualizado em 31 de maio de 2023 às 13:50
Fotos: HM Comunicação

O Espaço de Convivência Paz e Bem (EcoPaz) realizou no último domingo (28) um evento para reflexão pela Paz em celebração ao Dia Estadual da Cultura da Paz. Criado há um ano, o espaço oferece apoio emocional e psicológico a vítimas de violência doméstica.

A ação começou com uma caminhada pela Praia do Morro e foi finalizada com um encontro na Praça da Paz, que reuniu representantes de diferentes religiões e autoridades para um culto ecumênico.

“Que cada um de nós, que estamos aqui hoje, possa ser um semeador da paz, possa pautar as suas atitudes na paz, possa envolver todos que estão a sua volta na paz. Só assim poderemos construir a paz que o mundo necessita”, disse Dinalva Dornellas, presidente do EcoPaz.

O pastor Raphael Vaillant, da Igreja Batista do Coroado, aproveitou o momento para relembrar uma mensagem de Jesus Cristo, e refletiu sobre os problemas e as doenças que afetam o mundo. “A gente não pode falar de paz sem mencionar a pessoa que trouxe a maior mensagem de paz. Em João capítulo 16, Jesus disse: ‘Eu vos dou a minha paz’. O que mais a gente precisa é a reconstrução da paz.”

Presidente do Grupo Espírita Allan Kardec, Paulo Henrique Guanandy chamou a atenção para os problemas sociais que afetam o Brasil e resultam na violência do cotidiano. “Gandhi colocou uma frase para nós que é muito importante: ‘Não existe um caminho para a paz, a paz é o caminho’”, relembrou.

O encontro também reuniu jovens da Paróquia São José e autoridades, como a responsável pela Delegacia da Mulher de Guarapari, Francini Moreschi e do Sargento Cordeiro, da Polícia Militar.

A presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, Márcia Gonçalves, ressaltou o trabalho do EcoPaz no acolhimento de mulheres vítimas de violência. “Encontrar a EcoPaz, e as mulheres e homens que atuam lá, que sabem o valor de uma mulher e da família e de ensinar a criança a encontrar a paz e respeitar é lindo”, afirmou.

Para a delegada Francini, ações como a caminhada resultam em uma reflexão para a sociedade. “Ações como essa vêm para somar, para pessoas refletirem, chamar a população para participar. A violência doméstica tem aumentado os índices por mais que a gente solicite medidas protetivas. Verificamos que existe um aumento, e essas ações são importantes para a sociedade contribuir e se conscientizar.”

A opinião é compartilhada pelo Sargento Cordeiro. “Estamos aqui porque estamos brigando pela paz. Queremos a paz na nossa vida, na nossa família, na nossa instituição. Por isso, a gente vem realizado um trabalho incansável para que nossa sociedade se sinta em paz”, acrescentou ao citar o trabalho da Polícia.

Veja também

WhatsApp-Image-2024-04-19-at-09.33.19

ES Gás investirá R$ 50 milhões na implantação de rede de gás em Guarapari

mulher-lendo

Dia Mundial do Livro: confira 8 obras sobre saúde feminina para melhorar a relação com seu corpo

Moqueca-servida-em-Anchieta_9070

Rota dos Sabores: Espírito Santo tem diversidade gastronômica para todos os gostos

doações RB capa

Escola Rui Barbosa une solidariedade e carinho em forma de doações

Campanha para arrecadar roupas e calçados ganhou traço marcante da escola

meaipe-nova-orla-projeto

Meaípe vai ganhar nova orla e Festival de Frutos do Mar para atrair mais turistas

DSC_5545-1

Jornalista lança livro sobre festival de música que marcou Guarapari nos anos 70