Anúncio

Aromaterapia: o poder dos óleos essenciais

Especialista explica sobre a técnica que tem atraído cada vez mais pessoas*

por Redação Revista Sou

Publicado em 18 de maio de 2021 às 14:45
Atualizado em 18 de maio de 2021 às 14:46
Anúncio
Pessoas de todas as idades e diferentes graus de saúde podem se beneficiar com a aromaterapia. Fotos: divulgação

A aromaterapia é uma técnica que usa as propriedades terapêuticas dos óleos essenciais para auxiliar o trato com problemas físicos, psicológicos e emocionais. Estudos mostram que há ligações entre o olfato e os sentimentos; ao inalar os aromas, os canais olfativos mandam a mensagem diretamente para o sistema límbico, a parte do sistema nervoso que é responsável pelas emoções.

Dependendo dos óleos utilizados e do método de tratamento, a aromaterapia produz inúmeras sensações. Para a maioria das pessoas o tratamento, além de ser seguro, é prazeroso, agradável e relaxante.

A aromaterapeuta homeopata e psicopedagoga, filiada à Associação Brasileira de Aromaterapia e Aromacologia – Abraroma, Amanda Carvalho Oliveira disse que pessoas de todas as idades e diferentes graus de saúde podem se beneficiar com a aromaterapia. “Ela é reconfortante para bebês e crianças e oferece aos idosos uma sensação de cuidado. Mulheres grávidas e mesmo pacientes graves podem se beneficiar com o tratamento adequado. Desde que orientados por um profissional” explicou.

Amanda Carvalho Oliveira, aromaterapeuta homeopata e psicopedagoga, filiada à Abraroma,

Aromaterapia cuida da pessoa e não da doença. E tem se revelado particularmente benéfica para problemas ligados ao estresse, insônia e depressão, disfunções menstruais e da menopausa, e também ansiedade. “A aromaterapia é uma das mais agradáveis de todas as terapias complementares, é também segura e fácil de usar em casa, desde que usada de forma correta e sob orientação”, completou Amanda.

A especialista ainda ressaltou que a técnica é compatível com a medicina convencional e com a maioria das outras formas de tratamento holístico. “Contudo, se você estiver tomando medicamentos, é conveniente consultar tanto o médico quanto o aromaterapeuta. Alguns óleos essenciais não são incompatíveis com o tratamento homeopático. E o mais importante: não se deve utilizar alguns óleos essências sem conhecimento dos efeitos e contraindicações, é fundamental procurar um aromaterapeuta antes”, concluiu.

*Texto: Alice Mourão

Anúncio

Veja também

casa_da_racao_cover-sou41

O melhor para o seu pet e muito mais

IMG_3325-1

Três carreiras e um detalhe: o sucesso na internet

Anúncio
lazer-reserva-amary_2021-12

Reserva Amary: um novo conceito em viver bem, na Enseada Azul

Empreendimento conta com mais de 2 milhões de metros quadrados de desenvolvimento e expansão

Design sem nome (17)

A saúde começa pela boca

Foto-equipe-14-membros

Unidos, empresários fortalecem princípios do networking

Design sem nome (16)

Saúde e Estética lado a lado