27 3361-4163 — contato@revistasou.com.br

Sempre juntos…

Casais equilibram vida pessoal e profissional para alcançar sucesso

hamilton e elisaNa saúde e na doença, na alegria e na tristeza, na riqueza e na pobreza…Essas são apenas algumas das combinações que fazem parte dos votos tradicionais de casamento. Mas para alguns casais, essas juras são acompanhadas por mais um par: no amor e nos negócios.

É muito comum casais trabalharem juntos, especialmente em empresas de pequeno porte e familiares. Mas encarar a jornada profissional com o marido/esposa tem seus prós e contras. A pior parte é quando os problemas de casa ou do trabalho afetam o outro lado. Entretanto, quando há uma sinergia muito forte, os resultados são os melhores possíveis.

A própria Revista Sou é resultado de um sonho cultivado a dois: os empresários Elisa Santos e Hamilton Garcia. À frente também da HM Propaganda e do Jornal Folha da Cidade, juntos eles resolveram abrir novas fronteiras no mercado da comunicação de Guarapari após trabalharem em outra empresa da área, onde se conheceram. O resultado de tanta dedicação está aí em suas mãos. E os planos desse casal não param, podem apostar!

Além dos santos de casa (que fazem milagres), nossa reportagem conversou com outros casais de empreendedores que aceitaram compartilhar um pouco de suas experiências. Diferenças à parte, uma coisa é certa: não existe fórmula mágica para alcançar o sucesso a dois. O que conta mais são a cumplicidade e a confiança que um deposita no outro, além é claro, de muito jogo de cintura. Quem sabe eles não são o incentivo que você precisa para embarcar nesse desafio também?

Da “Cidade Maravilhosa” para a “Cidade Saúde”

Ana Paula e Moisés1Foi com um “empurrãozinho” de um casal de amigos que Ana Paula Barros e Moisés Eduardo Casado se conheceram no Rio de Janeiro há 16 anos. Ela, criada em Guarapari, estava na Cidade Maravilhosa para cursar Fisioterapia. Ele, carioca da gema, ainda estava decidindo sua área profissional. “Foram uns dois meses até a gente tomar coragem e começar a namorar, porque na época nem ele, nem eu estávamos procurando um relacionamento duradouro. Nossas prioridades eram outras”, lembra Ana Paula. “Mas tudo mudou e aqui estamos nós”.

Mudou tanto que ela o convenceu a também fazer Fisioterapia. E oito anos depois a trazê-lo para Guarapari, onde montaram uma clínica própria. “Em 2007, a onda de violência estava muito forte no Rio e a Ana Paula estava muito assustada, não queria ficar mais ali. Foi quando a gente decidiu dar uma chance para cá. Ela veio primeiro e eu alguns meses depois porque ainda estava terminando a faculdade e também trabalhava no serviço militar”, conta Moisés.

Eles contam que a decisão de trabalhar juntos foi natural por se tratar da mesma área de atuação. Apesar disso, cada um escolheu uma especialidade, o que ajuda na hora de definir quem será o responsável em cada atendimento. “A gente se divide bem. É claro que às vezes debatemos sobre como fazer a melhor estratégia de atendimento, mas sempre de modo profissional, como se fosse com qualquer colega. Esse distanciamento é importante porque evita que um leve para o lado pessoal e isso reflita em casa”, diz Ana Paula.

Para quem deseja trabalhar junto, eles dão o recado: é preciso perseverança, cumplicidade, respeito, paciência e humildade para saber pedir desculpas. “Para encarar essa rotina você tem que realmente apreciar a companhia. Se você não se sente a vontade em todos os momentos em que está com o seu marido e esposa, sinto muito, mas não vai dar certo”, completa Moisés.

Uma relação fortalecida por sorrisos

A receita do amor eles aprimoram a cada dia

Aprender a dois é sempre melhor

Um casal em completa sintonia

25 verões depois, eles continuam se admirando

Só os dois, um sonho e nada mais

Com eles, está tudo em casa!

Um “jeitinho” para ficar junto que virou profissão

 

Por Gabriely Sant’Ana 

 

 

 

 

 

 

Deixe um Comentário