27 3361-4163 — contato@revistasou.com.br

O poder dos alimentos: o que é verdade e o que não passa de mito?

Baby-weint

Choro de bebê: a vovó sempre “tem um conselho” para quando isso acontece. Mas será que dá certo mesmo ou é só supertição?

Quem nunca fez uma receita caseira de família para amenizar alguma dor? São ensinamentos que vão passando de mãe para filha e sendo difundidas em diversas gerações. Você já ouviu que colocar um lenço umedecido com álcool no pescoço alivia a tosse? E que maizena cura assaduras?

Eu, como mãe de dois filhos pequenos, confesso que já testei alguns desses métodos. Não sei se por fundamento científico ou por mera coincidência, a tosse do Lucas, de 9 anos, amenizou assim que coloquei a fralda com álcool em seu pescoço.

E não foi diferente com a maizena. Eu já tinha testado diversas pomadas específicas para assadura na caçula, Luana de 3 anos. Mas nada resolvia até recorrer ao amido de milho. E como diz minha mãe e avós: “foi tiro e queda”.

No entanto, nem sempre essa sabedoria popular que rodeia o poder dos alimentos no alívio de alguns sintomas e até na cura de doenças está correta. Para desvendar o que é de fato verdade e o que não passa de mito, a Revista Sou conversou com os médicos Dr.ª Neuza Marchesi e Dr. Nelson Braga Mello.

Babosa é cicatrizante? Verdade  

Essa gosma retirada da planta é realmente um bom cicatrizante e até hidratante sendo inclusive usado em tratamento estético como creme para cabelo e pele. Ela é mais indicada para queimaduras leves.

Mel é anti-inflamatório? Mito

Além de não ter componentes anti-inflamatórios, não é recomendado para crianças por conta do risco alérgico.

Tomar chá quente combate a gripe? Mito

Qualquer bebida quente vai aliviar os sintomas da gripe, mas não combate o vírus da doença.

Lenço umedecido com álcool no pescoço melhora a tosse? Mito

Não tem nenhuma relação além do perigo de causar intoxicação e até queimadura na pele da criança.

Água de cebola alivia a tosse? Verdade  

Deixar uma cebola cortada ao meio descansar em um copo de água de um dia para outro e beber no dia seguinte alivia a tosse quando proveniente de um processo alérgico ou inflamatório porque a cebola possui compostos anti-inflamatórios.

Própolis acaba com a dor da afta? Verdade  

A própolis tem diversas propriedades: anti-inflamatória, antimicrobiana, antiviral. É comum usá-lo no combate à gripe, por exemplo. Mas o que poucos sabem é que também tem um poder analgésico. Basta aplicar sobre a afta que aquele incômodo logo para. Mas arde muito. Também é utilizado contra estomatite.

Bicarbonato cura candidíase? Verdade

O bicarbonato é uma das substâncias que deixam a urina mais alcalina. Ele regula o PH vaginal. Tomar 1 ou 2 copos de água com bicarbonato pode ser que ajude e alivie a dor e ardência na hora de urinar, características comuns da candidíase.

Beber água para o soluço? Verdade  

Se você ingerir qualquer bebida, a tendência é cessar o soluço. Porque ele nada mais é que um desacordo entre a respiração e a deglutinação – o ato de engolir. Quando ingerimos líquido, a respiração se normaliza. Mas para funcionar, o ideal é beber com o nariz tampado.

Água com açúcar acalma a criança? Mito

Não tem nenhuma relação do açúcar com o controle da ansiedade, estresse ou nervosismo da criança. Dar carinho, atenção e amor são fórmulas mais eficientes e também doces.

Alho sobre picada de inseto diminui a irritação? Mito  

Embora tenha propriedades anti-inflamatórias, ele não tem o poder de curar picadas de inseto.

Amido de milho é eficiente contra assadura? Verdade  

O amido de milho, assim como a aveia, age como hidratante sobre a pele, deixando uma sensação de mais frescor – o que alivia o incômodo da assadura. Colocar um pouco na água do banho também ajuda a prevenir porque a assadura ocorre devido o atrito das fezes, urina e suor em contato com a pele do bebê em um ambiente úmido e quente provocado pela fralda.  Deixando a pele mais seca, evita.

Vinagre combate lêndeas e piolhos? Verdade  

Se misturar o vinagre com água e boldo ajuda e muito, porque o vinagre é antiséptico e quando aplicada no cabelo dissolve a gordura que prende as lêndeas e o piolho ao fio. Depois é só passar um pente bem fino. O ideal seria passar à noite e retirar pela manhã. Mas é preciso ter muito cuidado para não cair nos olhos por ser muito ácido.

Mastigar folha de hortelã alivia má digestão? Verdade   

Mastigar folhas de hortelã frescas por alguns minutos acelera a digestão e alivia a sensação de estômago cheio.

Comer maça alivia azia? Mito  

O efeito da maçã é justamente o contrário, ela contém uma enzima que abre o apetite.

E na hora de emagrecer?

A busca pelo peso ideal passa pela descoberta de novos alimentos e novos sabores. Quem nunca tomou a água de berinjela ou o suco verde na tentativa de perder aqueles quilinhos extras que tanto incomodam? Mas nem todas essas receitas caseiras consideradas “milagrosas” apresentam o resultado esperado.

“Alguns alimentos realmente têm o poder de potencializar o resultado de uma dieta ou de uma reeducação alimentar. Não é apenas um alimento que será responsável pelo emagrecimento em geral, mas sim um cardápio equilibrado e aliado a prática de exercícios físicos regularmente”, explica a nutricionista Letícia Matrak.

Beber água morna com limão em jejum ajuda a emagrecer? Verdade   

Espremer o limão na água e beber em jejum ajuda a equilibrar o organismo, facilitando a digestão e desintoxicando. Mas ele apenas melhora a resposta de uma dieta ou de uma reeducação alimentar, por exemplo. Mas não precisa sem com água morna e o ideal é esperar meia hora após ingerir a bebida para tomar o café da manhã.

Comer algas reduz as medidas? Mito  

Algumas algas melhoram o sistema imunológico, inclusive desintoxicando o fígado. Mas nada relacionado com emagrecimento.

Incluir chia na dieta alimentar reduz a gordura abdominal? Verdade  

A chia é uma ótima fonte de fibra que gera saciedade, melhora o trato intestinal, ajuda a absorver melhor os nutrientes e ainda faz a desintoxicação hepática. É rica em ômega 3 que atua como anti-inflamatório eliminando as gorduras localizadas pelas fezes.

Óleo de coco faz perder peso? Mito  

O óleo de coco é um ótimo antifúngico, para quem tem problemas, por exemplo, de candidíase. Também é recomendado para quem sofre de constipação intestinal, pois ele vai regular o funcionamento do intestino. Mas não tem efeito emagrecedor. Ele pode auxiliar se for ingerido, seja em líquido ou em cápsula, antes da refeição para inibir o apetite.

Beber bastante água tira o apetite? Verdade  

Beber água antes das refeições ajuda a emagrecer porque ela distende o estômago, aumentando a sensação de saciedade e diminuindo o apetite. Se for água gelada, então, faz o corpo trabalhar mais e ajuda a queimar mais calorias. Além disso, é importante ingerir pelo menos 2 litros de água por dia. O organismo desidratado confunde o cérebro – fazendo-o pedir mais comida, quando na verdade o que se precisa é apenas repor água.

E no sexo?

Não é de hoje que se ouve falar que alguns alimentos afrodisíacos podem aquecer a relação a dois por estimular o desejo sexual. Mas será que esses ingredientes podem realmente ajudar na hora H? Alguns podem sim segundo a nutricionista Letícia Matrak.

“O amendoim e a ostra, por exemplo, são considerados estimulante sexuais. O amendoim por ser energético e a ostra por ter grande quantidade de zinco que ajuda na produção de hormônios sexuais”, explica.

Mas é preciso cuidado na hora de elaborar o cardápio, pois alguns alimentos podem ter o efeito contrário. “O ideal é evitar comidas de difícil digestão, que causam sensação de cansaço e podem dificultar o desempenho sexual como frituras, carnes gordurosas e laticínios”.

Ostra abre o apetite sexual? Verdade  

É considerada afrodisíaca porque possui grande quantidade de zinco, elemento que ajuda na produção de testosterona – um dos hormônios mais importantes do sexo masculino, que controla o desejo sexual. Também tem um papel fundamental na formação dos espermatozóides e fertilidade.

Amendoim aumenta a libido? Verdade  

É um energético com uma grande quantidade de proteínas e vitaminas do Complexo B. Substâncias que contribuem para a dilatação dos vasos sanguíneos e aumentam a libido masculina. Além de ter vitamina E e ácidos graxos fundamentais para a produção de hormônios sexuais.

Ovo de codorna é afrodisíaco? Mito 

Embora seja considerado como estimulante sexual por ter nutrientes que ajudam na formação hormonal, não apresenta características nutricionais que comprovam a fama.

Por Lívia Rangel

Deixe um Comentário