27 3361-4163 — contato@revistasou.com.br

Decorando estilos

EmilceDesigns democráticos garantem identidade aos projetos e o uso de tecnologias construtivas – que vai da fundação ao acabamento final – trará um sistema completo e inovador a Guarapari

Bom senso. Essa é a expressão de ordem na hora de elaborar um projeto de design de interiores. Embora a lista dos objetos considerados fora de moda ser gigantesca, bem colocados na decoração podem ser vistos como “cult”. Tudo pode entrar na decoração, dependerá da importância sentimental de cada objeto. “Afinal, quando falamos em sentimentos, estamos inserindo uma história importante atrelada à peça”.

Quem garante é a especialista no assunto, Emilce de Fátima da Silva. Para ela, o mais importante em um projeto é tentar levar para o ambiente a personalidade e o estilo de cada cliente. Emilce ainda brinca dizendo que não gosta de deixar sua marca como assinatura de um trabalho, porque cada indivíduo é único e cada projeto tem suas particularidades.

“Cada projeto deve representar o gosto e a necessidade do cliente, afinal a casa é dele, é aonde ele vai morar e aonde ele precisa se sentir bem. Gosto de ser reconhecida pela capacidade de expressar os mais profundos desejos de cada pessoa, com qualidade, bom gosto e criatividade”, destaca Emilce.

E quando questionada sobre as tendências para este ano, uma resposta a altura do compromisso estabelecido entre o desejo do cliente e o permitido pela moda. “Tudo depende da personalidade do cliente. Por isso é uma resposta subjetiva, o que pode ser brega para você pode ter valor sentimental para outro. Meu foco é não perder a identidade do cliente”, explica.

Emilce tem como regra, antes de começar a desenvolver um projeto, primeiro ela faz uma entrevista com o cliente para traçar um perfil que vai delinear o caminho a ser seguido nas escolhas dos materiais, das cores, do mobiliário… É o que chamam de briefing. A história de vida do cliente que vai ditar o estilo que aliada à técnica profissional não deixa perder a estética, ergonomia, aproveitamento funcionais dos espaços, o uso correto da iluminação e da ventilação para a economia sustentável entre outros.

Ela também traz o que há de mais inovador no ramo da construção civil. O escritório Emilce Interiores junto à Construtora Frame lança em Guarapari um novo método construtivo sustentável e alta tecnologia: o Light Steel Frame. Com o slogan “Da fundação à cama arrumada”, promete revolucionar a construção civil da cidade e região nos próximos anos. O processo engloba desde o projeto, passando pelo acabamento e decoração em curto espaço de tempo. O primeiro modelo será lançado para o condomínio de alto padrão na Reserva Amary em Nova Guarapari, que será aberto ao público a partir de julho de 2015. É o mesmo sistema adotado em países desenvolvidos como Estados Unidos, Canadá, Alemanha, Dubai e Japão.

Fique por dentro das tendências

Cores neutras em alta

No quesito cor, os tons de cinza podem ser considerados o novo branco. Pode ser uma ótima opção para a base neutra da decoração desde o tom mais escuro ao mais suave, levando elegância e aconchego ao ambiente. O nude também continua em alta, desde o bege ao rosa mais clarinho.

Na medida certa

As cortinas nunca saem de moda. Mas nos escritórios e salas de uso comum, recomenda-se peças mais secas. Já em quartos e salas mais íntimas, pode abusar da cortina chamada “vestido de noiva” – aquelas mais volumosas. Use sem preocupação!

Em consenso

Em visual mais minimalista, os espelhos são peças presentes. Já para clientes mais ecléticos, está liberada a combinação de diferentes peças e materiais. O importante neste caso é saber harmonizar os estilos.

Reportagem: Lívia Rangel

1 comentário

  1. […] Bom senso. Essa é a expressão de ordem na hora de elaborar um projeto de design de interiores. Embora a lista dos objetos considerados fora de moda ser gigantesca, bem colocados na decoração podem ser vistos como “cult”. Tudo pode entrar na decoração, dependerá da importância sentimental de cada objeto. “Afinal, quando falamos em sentimentos, estamos inserindo uma história importante atrelada à peça”. Leia mais… […]

Deixe um Comentário